Estamos funcionando normalmente, escritórios de São Paulo estão em formato Home Office e Centros de Distribuição tomando todas as medidas de segurança e higiene.

Expedição inicia visitas no pantanal, última fase de 2011

28 nov 2011

Depois de visitar 25 cidades nos estados de Goiás e Mato Grosso, e entender as dificuldades da população para acessar a banda-larga desde a sua largada em 26/outubro de Brasília, a Expedição WDC/Abranet , criada pela empresa WDC Networks , distribuidor de produtos wireless, voip, CFTV IP, FTTH e networking, agora parte para a região do Pantanal sul-matogrossense.

Com o apoio dos nossos patrocinadores que acreditaram na importância de saber a real situação da banda-larga no país, e mapear as regiões que estão começando a ter problemas de violência, a Expedição agora está preparando a última fase de visitas que serão realizadas esse ano.

Após rodar mais de 6.000km por estradas da região centro-oeste pode-se dizer que o esforço que está sendo feito pelos provedores de acesso via rádio em cada uma dessas cidades é um caso a se mostrar a toda a sociedade brasileira.

Pequenos empresários, jovens técnicos ou analistas de sistemas que iniciaram um empreendimento para distribuir sinal de internet nas suas cidades via rede sem fio agora são protagonistas de uma inclusão social nesse país.

Vencendo dificuldades financeiras, falta de apoio governamental, que muitas vezes nem conhece esse ramo de atividade e garimpando informações técnicas eles montaram redes que atendem 400, 1000, ou até 3000 assinantes em suas cidades.

O PNBL deve ajudar muito quando conseguir chegar com sua fibra nessas cidades do centro-oeste.

Agora seguimos em direção ao pantanal no Mato Grosso do Sul. E começamos a outra fase da viagem, num estado mais voltado à pecuária, e pelo visto mais estruturado em termos de infraestrutura de telecomunicações.

Logo de cara começamos a ver que na rodovia havia sinal de celular e possibilidade de acesso internet via redes 3G. Aqui o #PNBL parece que não é tão necessário.

Em Coxim, na beira do rio Taquari, destino de turismo de pesca esportiva conseguimos acessar a internet de boa qualidade das operadoras celulares e em conversas com a população vimos que haviam opções de acesso banda-larga via ADSL e via Rádio de vários provedores.

essa região de pesca e abundância de água doce dos rios também é bem servida de internet, que boa notícia:

e acreditamos que veremos muita beleza natural, por isso nosso projeto de netralizar a pegada de carbono continua firme, e vamos manter a distribuição de sementes da árvore aroeira, que quase foi extinta pelo corte indiscriminado para extração de madeira de lei.

Acompanhe essa semana mais essa fase da expedição e veja mais fotos desse país lindo chamado Brasil.